Home » Sem categoria » Conheça as mudanças nas regras do AMA SX 2018

Gaia MX -

5
janeiro
2018
Sem comentários.

Conheça as mudanças nas regras do AMA SX 2018

Jean Ramos, piloto curitibano do time MXF e Gaia MX, vai participar pela quarta vez do AMA Supercross na categoria 250cc. A temporada tem início dia 6 de janeiro em Anaheim (Califórnia) e segue praticamente sem parar até dia 5 de maio com a final em Las Vegas. O único sábado de descanso está marcado para dia 31 de março.

A Feld Motorsports, empresa que organiza o Monster Energy Supercross, anunciou importantes mudanças nas regras do AMA Supercross 2018. Confira:

Pontuação
Nessa temporada, o primeiro colocado no Main Event passará a contabilizar 26 pontos (antes era 25). O segundo colocado marcará 23 pontos, o terceiro 21, o quarto 19, o quinto 18, e do sexto para trás 17, 16, 15, 14… até 1 ponto para o 22º e último colocado.

Fim das semis
As semifinais da categoria 450 estão fora. Será como na 250, com duas Heats (corridas classificatórias que passam 9 pilotos em cada) e uma LCQ (repescagem que passa mais 4, totalizando os 22). São duas largadas a menos, mas o detalhe é que neste formato as classificatórias passam a ser mais longas, com Heats de 6min+1 volta e LCQ com 5min+1 volta.

Formato Monster Cup
Em 3 das 17 etapas do campeonato, a rodada será como é a Monster Energy Cup, com três Main Events. Serão elas: Anaheim 2, Atlanta e Minneapolis. Nestas etapas não haverá treinos classificatórios. Os 18 melhores tempos de suas respectivas categorias vão direto para as finais, que foram apelidadas de “Triple Crown”, ou “Tríplice Coroa”, em português. Os outros quatro finalistas serão definidos na LCQ. Mais um detalhe neste caso é que estas três baterias terão duração diferentes entre si. Na 250, a primeira será de 6min+1 volta. A segunda terá 10min+1 volta, e a terceira será de 12min+1 volta. E na 450, serão de 8min, 12min e 15min, sempre com mais uma volta no fim.
E, por fim, estas três corridas terão pontuação também como na MEC ou no MXoN, com o primeiro fazendo 1 ponto, o segundo somando 2 pontos, o terceiro 3 pontos e assim até 22 pontos. Ao fim, a classificação da etapa será definida somando estes pontos, e quem tiver MENOS pontos será o vencedor da rodada. E aí sim computados pontos para o campeonato no formato de 26, 23, 21, 19, 18, 17, 16, 15, 14, 13, 12, 11, 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1.

Oeste X Leste na 250

O tradicional encontro dos pilotos do Oeste contra os do Leste na final, em Las Vegas, acontecerá também na 12ª etapa, em Indianápolis. Neste caso, haverá treino classificatório para definir 20 pilotos de cada região. Depois, à noite, corridas classificatórias separadas por região, das quais 9 de cada lado estarão classificados para o Main Event. Os demais disputam as últimas quatro vagas na LCQ. O Main Event medirá forças das duas regiões, e os pilotos somarão os pontos para a sua respectivo lado – Oeste ou Leste.

Corridas de amadores

Amadores terão a chance de competir na mesma pista e dentro de quatro estádios do AMA SX. Estes eventos acontecerão aos domingos seguintes das 3ª, 4ª, 8ª e 9ª etapas, em Anaheim 2, Glendale, Tampa e Atlanta. Serão 29 categorias em disputa, com todos os tipos de motos, idades e níveis técnicos disponíveis.

*Com informações do BRMX


Comentários

Seja o primeiro a comentar isso!